Rio de Janeiro recebe exposição sobre Luiz Gonzaga

get-1

Como parte da comemorações pelo centenário do Rei do Baião, ocorrido no último dia 13, o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA) inaugurou nesta segunda-feira (17), às 19h, a exposiçãoO Imaginário do Rei: Visões sobre o Universo de Luiz Gonzaga. A mostra, que percorreu cinco capitais brasileiras, sendo vista por mais de 200 mil pessoas, reúne trabalhos de 60 artistas plásticos, de todas as regiões do País, inspirados na temática nordestina retratada pelo sanfoneiro em sua obra musical.

São 160 obras, em várias linguagens e técnicas, selecionadas pelo curador Bené Fonteles. “Alguns já tinham a música dele como referência em seus trabalhos, mas outros criaram obras especialmente para a exposição. Todos têm como ponto em comum a identificação com o imaginário de Gonzaga”, diz Fonteles, que pelo projeto da exposição recebeu o Prêmio Centenário Luiz Gonzaga da Fundação Nacional de Arte (Funarte). “São obras que não se prendem necessariamente à trajetória e às músicas e abrangem até a arte conceitual.”

Na mostra, há pinturas, xilogravuras, esculturas em madeira e em cerâmica e até peças de vestuário, como as de seu Expedito Saleiro, de Nova Olinda (PB), que criava as indumentárias de couro para os shows de Gonzagão. O visitante poderá ver ainda fotografias históricas e raras do artista, livros, CDs, e assistir a quatro filmes relacionados a Gonzaga: Viva São João!, de Andrucha Waddington; O Milagre de Santa Luzia, de Sergio Rozenblitz; O Homem que Engarrafava Nuvens, de Lirio Ferreira e Luiz Gonzaga – A Luz dos Sertões, de Rose Maria.

Apresentada no Recife (PE), Salvador (BA), Fortaleza (CE) e Brasília (DF) – onde ficou em cartaz no Palácio do Planalto – O Imaginário do Rei seguirá, depois da temporada carioca, para São Paulo, antes de retornar ao Recife. Segundo Fonteles, está previsto para o dia 24 de fevereiro, data do encerramento no Rio, o lançamento da segunda edição de seu livro O Rei e o Baião. A primeira edição se esgotou no decorrer do périplo da mostra pelas demais capitais.

Devido aos 75 anos de criação do MNBA, comemorados em 2012, a exposição tem entrada franca neste mês de dezembro. A visitação pode ser feita de terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados , das 12h às 17h. A partir de janeiro, os ingressos custam R$ 8 e R$ 4, a meia-entrada. Aos domingos a entrada é gratuita. O Museu Nacional de Belas Artes fica na Avenida Rio Branco, 199, na Cinelândia, centro do Rio.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: